• Gravando Códigos

O Sketch

Um sketch (esboço) é um pequeno programa escrito em C/C++ através da IDE do Arduino com extensão .ino. E possui apenas duas funções:

A função setup ()
Esta função é chamada apenas uma vez ao iniciar ou reiniciar a execução do código.
A função loop ()
Como o próprio nome já diz, entra em loop constante, logo depois que a função setup () finaliza. A função loop () é executada repetidamente no programa principal. Ele controla a placa até que ela seja desligada ou reiniciada.
O sketch mais popular e simples conhecido é o Blink, ele se encontra disponível junto com outros códigos na biblioteca de exemplos da IDE do Arduino.

Opções de gravações do sketch

Existem outras formas de realizar este processo de gravação do sketch na placa standalone, mas iremos apresentar apenas 3 delas. Em todos os casos iremos fazer uso da IDE do próprio Arduino, que você pode baixar gratuitamente em www.arduino.cc , no site de seus desenvolvedores.

Toda configuração realizada na IDE deve seguir os padrões da configuração de um Arduino Uno convencional.

1 – Transferindo o microcontrolador já gravado do Arduino para a placa Atmaker

Efetue a gravação normal e direta do microcontrolador no seu Arduino Uno, em seguida, retire-o com cuidado para evitar que seus terminais sejam danificados. Coloque-o em sua placa Standalone já montada, observando atentamente a sua posição de encaixe.

Transferindo atmega standalone

2 - Transferindo o código para a placa Atmaker através de um Arduino

Utilize seu Arduino Uno em modo ISP para gravar diretamente na placa Standalone, crie seu código normalmente, siga todo o processo de ligação abaixo. Após definir seu modelo de placa e sua porta de comunicação na IDE do Arduino, vá ao menu Ferramentas > Gravador e marque a opção: Arduino as ISP. E pronto! É só Clicar no botão Carregar ou utilize as teclas de atalho Ctrl+U. Não se esqueça que para este processo, é necessário retirar o microcontrolador Atmega328 de sua placa Arduino Uno.

Gravando atmega standalone

3 - Gravando o código direto na placa Atmaker através de um módulo conversor

Grave seus códigos na placa Standalone através de um Modulo CP2102 USB para TTL. O modelo deste exemplo possui 6 pinos, mas só utilizaremos 5 destes para este processo. Veja abaixo sua ligação com a placa Standalone. Sua configuração é muito simples, após desenvolver seu código na IDE do Arduino, defina seu modelo de placa como Arduino Uno, ajuste sua porta para comunicação, vá ao menu Ferramentas > Gravador e marque a opção: AVISP mklII. E pronto! É só Clicar no botão Carregar ou utilize as teclas de atalho Ctrl+U.

Conversor placa arduino standalone

Módulos conversores

Existem no mercado diversos módulos conversores USB para serial TTL, responsáveis pela comunicação entre PC e placa standalone, cada um com seu chip específico. Mas independente de sua escolha, deve-se baixar e instalar o seu driver correspondente, de acordo com a versão de seu sistema operacional. Estes são alguns módudos conversores disponíveis no mercado.

Módulo baseado no
chip CP2102

Módulo baseado no
chip FTDI

Módulo baseado no
chip CH340G